ENTRETENIMENTO

Em decreto, Governo mantém medidas de combate à Covid-19 por mais sete dias em Alagoas
Com o aumento do contágio e da ocupação hospitalar, Estado pode anunciar novas medidas durante a semana após reavaliar indicadores da pandemia

Com o crescimento das taxas de contágio e de ocupação hospitalar observada em Alagoas, o Governo do Estado decidiu manter as medidas de combate à Covid-19 por mais sete dias. A renovação do decreto foi anunciada pelo governador Renan Filho, na noite desta terça-feira (25), durante coletiva de imprensa realizada no Palácio República dos Palmares. No pronunciamento, o gestor cogitou a possibilidade de tomar nova decisão após reavaliação dos principais indicadores ao longo da semana.

“Vamos renovar o decreto exatamente igual como foi publicado da última vez”, comunicou o governador. “Nós, que chegamos a ter em torno de 65% de ocupação de leitos de UTI, voltamos a ter ocupação próxima de 90%. Isso significa que o estado, mantendo o ritmo de contágio, infelizmente, vai ter que voltar a tomar medidas no sentido de defender a vida, fortalecendo o distanciamento social e as medidas de isolamento”, justificou.

Renan Filho atentou para o fato de, no momento, 342 pessoas ocuparem leitos públicos de UTI em Alagoas, com um total de 854 pessoas internadas na rede hospitalar do Estado para o tratamento da Covid-19. “Na última semana, tivemos um aumento do número de mortes, e há uma inferência, pela projeção e pelo crescimento da ocupação hospitalar, que, se nós não reduzirmos a velocidade de contágio e, por consequência, a internação de pessoas, teremos mais um crescimento de mortes essa semana”, projetou o chefe do Executivo estadual.

O comportamento da pandemia será decisivo para eventual antecipação de novas medidas. “Vários estados já iniciaram uma observação mais profunda. Nós estamos em observação profunda agora. Poderíamos já ter tomado decisões hoje, mas, depois de ouvir a todos da Saúde, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos, Hugo Wanderley, o chefe do Gabinete Civil, Fabio Farias, e eu próprio, decidimos prorrogar o decreto. A tendência é que tomemos novas decisões nos próximos dias para garantir a preservação de vidas”, esclareceu Renan Filho.

Novos leitos e mais vacinas

Ao lembrar que Alagoas se aproxima do maior número de pessoas hospitalizadas em leitos de UTI por Covid-19, o governador também anunciou a abertura novos vagas. “É um cenário complexo, por isso vamos fazer a ampliação. Vamos aumentar mais 25 leitos de UTI, passando dos 400 leitos exclusivos de Covid-19”, divulgou.

Na outra ponta do enfrentamento, a chegada de novos lotes de imunizantes nesta quarta-feira (26) em Alagoas foi mencionada pelo secretário Alexandre Ayres. “A maioria de doses é de Astrazeneca e uma pequena quantidade de vacinas da Pfizer. Com esse quantitativo, Alagoas está se preparando para a aplicação da segunda dose durante o mês de junho”, avisou o titular da Saúde. “O governador Renan Filho orientou que, antes de avançar para outras idades simples, garantíssemos a segunda dose de todos os alagoanos. Só agora, em junho, são mais de 100 mil pessoas que estão com a segunda dose garantida aqui no estado”, complementou o secretário.

Por outro lado, o governador lamentou o fato de o Brasil viver o efeito da falta de vacinas. “Os dois principais institutos que produzem vacinas não conseguem oferecer vacinas na velocidade que os brasileiros precisam”, apontou Renan Filho. “Além disso, há uma disputa muita clara de narrativa de qual é o melhor caminho. Nós escolhemos aqui o caminho de defender a vida e vamos até o final dessa pandemia defendendo a vida das pessoas”, finalizou.


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ENTRETENIMENTO  |   26/07/2021 22h59





ENTRETENIMENTO  |   11/07/2021 19h39


ENTRETENIMENTO  |   29/05/2021 20h20